No primeiro tempo no Rei Pelé, o CRB-AL controlou as ações diante do Sport, que jogou mais fechado e apostando em contra-ataques. Jogando em casa, o Galo foi quem criou as melhores chances de inaugurar o placar. Hyuri chegou com perigo logo aos dois minutos ao tirar tinta da trave em cabeceio. A equipe mandante seguiu dando trabalho ao goleiro Carlos Eduardo, que salvou o Leão em pelo menos mais quatro oportunidades. Primeiro na finalização de Luidy, aos 12. Depois, no chute forte de Lucão do Break. Aos 38, o defensor rubro-negro segurou uma bomba lançada por Diego Torres em direção ao gol. E, já nos acréscimos, o arqueiro tirou com a ponta dos dedos o cabeceio forte de Lucão.

Mesmo nos minutos finais da etapa inicial, o CRB seguiu insistindo e acabou abrindo o placar em Maceió. Aos 48, Diego Torres cobrou escanteio, e Lucão do Break cabeceou livre na pequena área para fazer 1 a 0. Na volta do intervalo, o controle continuou sendo do Galo. Luidy, Lucão e Darli desperdiçaram boas chances de ampliar o marcador. Já pelo lado do Sport, a melhor chegada foi no chute à queima roupa de Ítalo, da marca do pênalti, que obrigou boa defesa de Edson Mardden. O domínio do CRB resultou em outro gol já nos acréscimos da partida. Aos 48, Wesley recebeu livre de marcação e chutou rasteiro para selar a vitória alagoana por 2 a 0.

66