Foto: San Jr. (Sport Club)

Deu Leão em Salvador! Atuando na Arena Fonte Nova contra o Bahia, no final de tarde e início de noite deste sábado (5), pela sétima rodada da primeira fase do Nordestão, o Sport mostrou bom poder de recuperação e venceu o rival regional pelo placar o de 3 a 2, com gols de Luciano Juba, Pedro Naressi e Rodrigão. A vitória no clássico chega em um momento importante, sendo especial para a motivação ainda maior de virar a chave e também pelo peso na tabela. Os três pontos fazem com que o Leão chegue aos 11, assumindo a terceira posição do grupo A e ficando em situação muito favorável para passar às quartas de finais na Copa do Nordeste.

Uma das maiores rivalidades e um dos maiores jogos do futebol brasileiro, Sport e Bahia honraram a tradição de suas camisas, do confronto e realizaram uma grande partida de futebol. Momentos dos dois times à parte, os escudos encontraram suas místicas dentro da Fonte Nova e protagonizaram 90 minutos que passaram rápido feito o vento. Jogo importante, que servia para ambas as equipes encontrarem a esperada virada de chave. Sabendo disso, os times foram para cima. Menos de 10 minutos, Maílson já havia feito milagre do lado do Leão e a trave já havia salvo o Tricolor de Aço, em grande chute de Luciano Juba.

A tônica do jogo foi sempre essa, de muitas acelerações e lances perigosos. Maílson inspirado, salvava e defendia tudo diante do bom volume de jogo do Bahia. Luciano Juba com a canhota naqueles dias, deixou a frustração da bola no travessão de lado e, outra vez de longa distância, abriu o placar em um chutaço, aos 41 minutos. Vantagem importante e comemorada na primeira etapa, mas que foi quebrada rapidamente no início da segunda. 12 minutos haviam se passado e bastaram após o retorno do intervalo, para Bahia, de forma súbita, virar o jogo em dois ataques seguidos.

Baixar a cabeça poderia ter sido uma opção para os jogadores leoninos, após os últimos três dias de dificuldade. Mas feito um Leão feroz, o um Super Sport estremeceu a boa terra e foi valente até o fim. A torcida mandante ainda estava em apoteose, quando Rodrigão recebeu de Naressi, dominou, esperou o mesmo Naressi fazer o facão e deu passe perfeito. Em seu quarto jogo com a camisa rubro-negra, o meio-campista dominou já tirando do goleiro e comemorou pela primeira como jogador do Leão.

O melhor estava guardado para o final. Literalmente. Nos acréscimos, aos 49 minutos, Luciano Juba novamente entrou em ação. Melhor jogador do grande jogo, ele recebeu, deu por baixo das pernas do defensor do Bahia, avançou com a bola e achou cruzamento sensacional para Rodrigão. Isolado no segundo pau, testada certeira, forte, que encontrou as redes e fez o Leão reencontrar o caminho da vitória. 3 a 2 e triunfo rubro-negro no grande clássico do futebol nordestino.

Calendário: O Sport voltará a entrar em campo na próxima terça-feira, contra o Salgueiro, pelo o Estadual. A partida será no Estádio Cornélio de Barros, casa do adversário, às 19h30.

Bahia 2×3 SportMaílson; Ewerthon, Sabino (Chico), Rafael Thyere, Lucas Hernández (Fábio Alemão); Ronaldo, Ítalo (Bruno Matias), Pedro Naressi; Jáderson (Cristiano e depois Ray Vanegas), Luciano Juba; Rodrigão.

Gols: Raí e Rodallega aos 10 e 12 do segundo tempo, para o Bahia. Luciano Juba, aos 41 da primeira etapa, Pedro Naressi e Rodrigão, aos 15 e 49 da segunda, para o Sport.

27